top of page
Buscar
  • Keine Alves

Qual a dificuldade em construir bons negócios?

Atualizado: 10 de mar. de 2021

Sem rodeios, equilibrar as condições e elementos que compõem uma negociação.


Simples assim, se você procura uma resposta direta e que não deixa dúvidas, aí está, mas para que isso realmente aconteça se faz necessário entender mais alguns elementos e uma delas que iniciamos aqui é que, de fato, um dos pontos que precisamos entender melhor são os tipos de relações que cultivamos, pois essas podem ou não gerar negócios e esses, podem ou não gerar resultados e dentro desses resultados, temos ou não os resultados de conhecimento, de relacionamento, de experiência e também os de ordem econômico financeiro, que podemos ter ou não.


Portanto esse texto tem como objetivo partilhar algumas informações para o nosso melhor entendimento e com isso contribuir diretamente com você, para uma melhor construção de bons negócios, vamos em frente? Então vamos, enfrente...


Uma primeira informação que temos para partilhar é sobre a abordagem que fazemos as pessoas de negócios a nossa volta, pois podemos nos confundir ou nos atrapalhar por falta de um preparo adequado e fazer uma abordagem com uma característica extremamente informal e muito pessoal não contribui com o equilíbrio dos elementos.

Quando penso nisso, penso que poderia ser feito uma abordagem do tipo meu grande amigo, o jogo de ontem foi muito bom, a festa da semana passada e assim vai, mas de fato o quero chamar a atenção é muito mais sutil, pois com certeza podemos até ter algum interesse pelas amizades numa futura negociação, inclusive reconheço também ser possível e importante esse desenvolvimento, mas a polarização nesse campo irá conduzir um subconsciente de que numa negociação, com um grade amigo, não se pode ganhar dinheiro, ou seja, que isso seria imoral. Veja, não é à toa que tem um velho ditado que diz: “para amigo não se empresa dinheiro”. Advinha a causa? Então...


Se visitarmos as nossas lembranças, tenho certeza que as pessoas que já tiveram negócios dessa forma e conseguem facilmente perceber tal situação, pois quando estamos nos relacionando com alguém que temos um interesse maior em mantermos as amizades não fica fácil construir e equilibrar os elementos e condições de uma negociação, pelo simples fato da tratativa pessoal da relação estar polarizada desde o início da abordagem e com isso, sempre ficamos em dúvida se estamos ultrapassando limites ou não, seria como se perdêssemos a referência.


Tanto que numa relação voltada para a amizade temos um desejo enorme de ajudar e de agradar e isso nos negócios até pode fazer parte, mas o que importa mesmo é se estamos desenvolvendo algo que realmente traz algum benefício direto e mensurável para ambos os negociadores e isso tem uma conexão direta com competências, investimentos e retornos e nada melhor do que conseguir enxergar isso claramente sem excessos emotivos, pois o que realmente importa é sim equilibrar os elementos e condições, mas para isso temos que colocar tudo na mesa de forma clara, assertiva, despretensiosa e original, pois para bons negócios a transparência se faz necessária.


Em geral, negócios tem uma concepção diferente, contudo o que temos a nossa volta é uma grande distorção, dessas que nos faz não ver o que falta e que é saudável, mas indo além desse ponto é muito comum ver as pessoas que fazem esse tipo de abordagem mais polarizada no informal e pessoal, chamando o cliente de freguês, sinceramente às vezes que ouvi isso, achei muito ruim, pois a conotação dos negócios são bem maiores do que essas cultivadas na feira de legumes e frutas aos domingos, elas envolvem um outro patamar e para isso se faz necessário ter postura e fazer negócios não é como estar num churrasco de final de semana de bermuda e chinelo coçando os países baixos por alguns momentos, posicionamento é muito importante em uma negociação.


Uma outra informação importante que partilho nesse artigo é que também não podemos levar tudo a ferro e fogo, ou seja, migrando na linha da oposição, o oposto da amizade, agindo como se fosse um oponente que precisa garantir unicamente os seus interesses e com isso passar a se defender de todos os pontos, pois no fundo de nossas consciências sabemos que as negociações precisam ter um viés criativo e cooperativo, pois é muito difícil agregar valor e resultado para ambos os lados de forma equilibrada sem criatividade e cooperação e essas virtudes formam os pais da tão desejada inovação de mercado e negócios.


Uma súplica enorme presente no mercado é, faça diferente e demonstre isso de forma clara sem me enganar. Negócios de verdade e com bons resultados buscam o diferente e para isso, precisam estar livre das vontades primitivas de agradar ou então, do medo de desagradar, com isso se faz necessário dizer o que tem que ser dito, não o que não, isso é tão importante pois podemos nos livrar de inserir elementos em uma negociação que não são de fato necessários, valorizados e até esperados e que no fim não geram os valores e resultados que um bom negócio necessita.


Equilibrar elementos como técnicas, expertises, horas, insumos e outros já são por si só um grande desafio, imagine isso então atrelado a essa questão das relações e do tempo disponível que temos e com isso podemos concluir que não se deve rodar nos assuntos sem chegar ao ponto com clareza, assertividade e objetividade.


Tenho a convicção que muitos tem a consciência que um bom negócio beira as condições de uma realização quase que artística pelo seu desafio de grande porte.

De uma certa forma precisamos ter clareza que não se faz bons negócios num ambiente de confraria ou extremamente profissionalizado, se faz em um ambiente equilibrado onde a amizade se converte em responsabilidade e a técnica se converte em uma solução sob medida e aplicada de forma coerente e consistente, isso sim é uma boa base para a construção de negociações mais humanas e éticas que acabam por gerar muito mais resultado do que imaginávamos.


Com isso partilhado, vale a pena pensar na pergunta que deixo para você: Qual o nível de confraria instalado no seu modelo de negociação atualmente?


Keine Alves

Líder educador

66 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


LOGO_HORUSMENTORIA_TRANSPARENTE.png

FIQUE POR

DENTRO

post
Inicio
bottom of page